27 2104.0000

Login do Cliente:




Esqueci minha senha. Cadastre-se.

Dia Mundial da Saúde 2014. Pequenas picadas, grandes ameaças.

Campanha visa alertar e conscientizar sobre os perigos das doenças causadas por vetores
 
O Dia Mundial da Saúde é celebrado todos os anos no dia 7 de abril, data que celebra a fundação da Organização Mundial da Saúde (OMS) em 1948. A cada ano é selecionado um tema que ressalta uma área prioritária de saúde pública. O Dia provê uma oportunidade para pessoas de todas as comunidades se envolverem nas atividades que podem levar a melhores condições de saúde.
 
O que são doenças causadas por vetores?
 
Vetores são organismos que transmitem patógenos e parasitas de uma pessoa (ou animal) infectada para outra. Doenças transmitidas por vetor são enfermidades causadas por estes patógenos e parasitas na população humana. As doenças são mais comuns em áreas tropicais e locais onde o acesso à água potável e saneamento básico é problemático.
 
A mais letal das doenças causadas por vetor, à malária, estima-se que tenha causado 660 mil mortes em 2010, em sua maioria crianças da África. Entretanto, a doença que mais vem crescendo em número de vítimas no mundo é a dengue, cuja incidência aumentou 30 vezes nos últimos 50 anos. A globalização do comércio e deslocamentos rápidos entre continentes, assim como mudanças no meio ambiente, como alteração do clima e urbanização tem exercido grande impacto na transmissão de doenças transmitidas por vetor, inclusive causando seu aparecimento em países onde eram antes desconhecidas.
 
Em anos recentes, compromissos renovados de Ministérios de Saúde, iniciativas em saúde regionais e globais – com suporte de fundações, organizações não governamentais, o setor privado e a comunidade científica – ajudaram a diminuir a incidência e as mortes causadas por algumas doenças causadas por vetores.
 
Sabe-se que as doenças transmitidas por vetores causam elevada carga de saúde aos indivíduos infectados e suas famílias, comunidades, especialmente nos países pobres, pois levam à faltas na escola e no trabalho, à piora do estado de pobreza, ao impacto negativo na economia e produtividade, e altos custos de tratamento, com consequente sobrecarga nos sistemas de saúde dos países.
 
O Dia Mundial da saúde 2014 irá colocar em evidencia alguns dos vetores mais conhecidos – tais como mosquitos, insetos, carrapatos, caramujos e insetos sugadores de sangue – responsáveis por transmitir um grande número de parasitas e patógenos que atacam humanos ou animais. Mosquitos, por exemplo, não apenas transmitem malária e dengue, como também filaríase linfática, alguns tipos de encefalite viral, e febre amarela. Outros vetores transmitem doença de Chagas, leishmaniose, esquistossomose e tracoma, entre outras.
 
Objetivo: melhor proteção contra doenças transmitidas por vetores.
 
A campanha tem por objetivo aumentar a conscientização sobre as ameaças representadas por vetores e doenças transmitidas por vetores, bem como estimular famílias e as comunidades a tomar ações para protegerem-se. Um elemento central da campanha é prover informação às comunidades. Uma vez que doenças transmitidas por vetores começam a se espalhar além de suas fronteiras tradicionais, as ações devem ser expandidas além dos países nos quais as doenças normalmente se desenvolvem.
 
Os objetivos de forma ampliada, por meio da campanha, são os seguintes:
 
• famílias que vivem em áreas onde as doenças são transmitidas por vetores deverão saber como se proteger;
 
• viajantes deverão saber como se proteger de vetores e doenças transmitidas por vetores quando viajam para países onde estes representam uma ameaça à saúde;
 
• nos países onde as doenças transmitidas por vetores são um problema de saúde pública, os ministérios da saúde deverão colocar em prática medidas para melhorar a proteção das suas populações, e
 
• nos países onde as doenças transmitidas por vetores são uma ameaça emergente, as autoridades de saúde deverão trabalhar com autoridades ambientais e localmente relevantes e nos países vizinhos para melhorar a vigilância integrada de vetores e tomar medidas para evitar a sua proliferação.
 
Há medidas simples que podem ser tomadas individualmente para se proteger e proteger o ambiente em que vive. Doenças transmitidas por vetores podem ser prevenidas:
 
• Com o uso de roupas que funcionam como barreiras físicas a mordidas;
 
• Usar mecanismos para manter vetores fora das casas, como telas em portas, janelas e leitos;
 
• Reduzir locais de cultivo de vetores próximo das casas e nas comunidades por meio de:
 
- Cobrir reservatórios de água
 
- Eliminar poças e drenar locais onde a água possa acumular
 
- Eliminar objetos inúteis que possam conter água como garrafas vazias e pneus
 
- Controlar água armazenada em plantas e vasos 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
  
 
 
FONTE: http://www.paho.org/